Câmara de Tondela aposta nas termas

O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, disse hoje que a gestão do balneário das Termas de Sangemil passou para a alçada do município e traçou como prioridade a sua sustentabilidade. "Queremos tornar o balneário das Termas de Sangemil sustentável. Com esta nova realidade, o nosso grande objetivo passa por procurar otimizar meios e aproximarmo-nos de resultados positivos no final de 2014", sustentou. Em declarações à agência Lusa, o autarca de Tondela explicou que "a gestão do balneário das Termas de Sangemil passou para a esfera do município, depois de um contrato de concessão com alguns aditamentos que se esgotaram a 31 de dezembro de 2013". "Ao assumirmos esta responsabilidade, temos por objetivo demonstrar que é possível ter uma estratégia de sustentabilidade das termas, o que até agora tem vindo a ser deficitário", defendeu. A cerimónia de abertura das Termas de Sangemil - com termalismo clássico e SPA termal - está agendada para a manhã de terça-feira, prolongando-se a época termal até 30 de novembro. Até ao final da época balnear, "espera-se pelo menos manter os números do ano passado, que rondou os 800 aquistas, invertendo o ciclo e retomando o crescimento". José António Jesus realçou ainda que pretendem concorrer a fundos comunitários, de forma a poderem concretizar a construção de um novo balneário, como anunciaram há dois anos. "Como se trata de um investimento de três a quatro milhões de euros, o município não pode ter a ilusão de o poder concretizar sem fundos comunitários", justificou. De acordo com o autarca, "a aposta no turismo e termalismo é também um dos pilares estratégicos do plano de ação assumido pela CIM [Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões]" (Lusa).


Notícia publicada a 31.03.2014 às 13h 03m

comentários adicionados